Vol. 8, n. 2, 2014

TRAVESSIAS INTERATIVAS – VOLUME VIII
2º SEMESTRE/2014

Literatura brasileira e outras literaturas. Linguística e ensino de línguas.

O oitavo volume da revista de letras Travessias Interativas, correspondente ao segundo semestre de 2015, envereda por caminhos da literatura brasileira e estrangeira, aclarando perspectivas críticas e analíticas, apontando aspectos que têm sido pouco explorados. Traz, ainda, textos questionadores a respeito das teorias linguísticas e do ensino de línguas. Na primeira sessão da revista, há uma entrevista com a poeta, crítica e artista plástica Cleri Aparecida Biotto Bucioli, que esclarece questões importantes sobre o fazer-poético, as relações entre o poeta e a realidade circundante, o diálogo entre pintura e poesia, e ainda a presença do seu olhar crítico – consciente, inclusive, da maturação que traz de outras leituras. A entrevista foi realizada pela também poeta e crítica de literatura Cristiane Rodrigues de Souza (USP-São Paulo / Centro Univ. Barão de Mauá-Rib. Preto).

Abrimos a sessão de artigos com o texto “Literatura Brasileira na Internet”, de Jaime Ginzburg (USP-SP). O texto problematiza a forma como alguns websites (Google, Yahoo e Bing) apresentam os autores Álvares de Azevedo e Clarice Lispector, e propicia uma reflexão sobre pesquisas pautadas nestas fontes, levando em conta desde as informações nelas contidas até o aspecto visual com o qual se depara nestes sites de busca. Em seguida, há o artigo “Uma análise das imagens de devir na obra de Viviane Mosé”, de Lorena Lima Kalid (UFBA), que propõe uma leitura da poesia de Mosé, também filósofa, promovendo diálogo com a filosofia de Nietzsche. Já em “O espaço regional na literatura brasileira: um problema de fronteiras”, André Tessaro Pelinser (UFMG) discute relações de espaço físico, dimensões simbólicas e regionalismo – questões caras à literatura brasileira. No próximo artigo, intitulado “Uma análise comparativa entre Teoria do medalhão e O homem que sabia javanês”, de Verônica Franciele Seidel (UFRGS), faz-se uma comparação entre duas obras em prosa de literatura brasileira, mapeando relações entre narrador, construção retórica, ironia e a figura do malandro. Por meio da obra “O globo da morte de tudo”, de Nuno Ramos e Eduardo Climachauska, Raisa Damascena Rafael (UNIRIO) reflete acerca da arte e do progresso, no texto “O globo da morte de tudo: transitoriedade, excesso, ruína”. Focalizando a figura do personagem em Guimarães Rosa e Hoffmann, e obediente às figuras estéticas de Kierkegaard, Jacob dos Santos Biziak (UNESP/Araraquara) é autor do próximo artigo – “As figuras estéticas kierkegaardianas: um estudo comparativo entre Hoffmann e Guimarães Rosa”. Na esteira da prosa de ficção contemporânea de viés político-intimista, Rosalia Rita Evaldt Pirolli (UFPR) encerra o estudo de autores brasileiros desta edição, com o artigo “Abusos da memória em K. – Relato de uma busca”, analisando a obra de Bernardo Kucinski.

A próxima sequência de artigos privilegia autores estrangeiros. Em “O inferno da existência: o trágico de Schopenhauer em Entre quatro paredes, de Jean Paul Sartre”, Gustavo Ramos de Souza (UEL) busca compreender o trágico na referida obra sartreana, à luz da teoria do filósofo alemão Schopenhauer. No artigo seguinte – “A Cidade nos contos ‘Um encontro’ e ‘Um caso doloroso’, de James Joyce” –, Gabrielle Cristine Mendes (UFPR) analisa a abordagem que se faz, nos dois contos, da cidade de Dublin, amparando-se em teorias de Bakhtin e de Salvatore D’Onofrio. Jenifer Evelyn Saska (UFSCar) analisa a recepção da obra Ariel, de Sylvia Plath, fundamentada na Estética da Recepção de H. R. Jauss, no artigo “A recepção da primeira edição de Ariel em artigos acadêmicos”. O artigo seguinte traz a obra de José Saramago para análise, com ênfase no conto “O Centauro”, levando em conta aspectos caros ao escritor português; trata-se de “A relação entre o mito e o maravilhoso em ‘Centauro’, de José Saramago”, de Tania Mara Antonietti Lopes (UNESP/Araraquara). A poesia dos contemporâneos franceses Jean-Marie Maulpoix e Jean-Marie Gleize é discutida no próximo artigo – “O lirismo crítico e a pós-poesia: diferentes propostas estéticas para a poesia contemporênea”, de Érica Milaneze (UNICAMP).

Os demais artigos se inserem nos estudos linguísticos e suas práticas. Em “Cultura participativa e práticas de produsagem na escrita de fanfictions em websites de compartilhamento on line”, de Larissa Giacometti Paris (UNICAMP), parte-se da análise de uma sinopse de fanfictions, aplicando teorias de Bruns e Jenkins. No artigo seguinte, intitulado “Alunos do 2º ano do ensino fundamental e a leitura inferencial”, Dione Márcia Alves de Moraes (UFPA) propôs uma reflexão acerca do texto verbal e do texto não verbal, visando a possíveis avanços na compreensão leitora. Andrea Esther Anocibar (UFRGS) promove uma discussão acerca do léxico de origem espanhola adotada pelo Aurélio (2010), no texto “Empréstimos do espanhol na língua portuguesa – análise de indicações diaintegrativas no Aurélio (2010)”. Analisando o verbo “poder” sob o ponto de vista semântico-pragmático, os articulistas Lauriê Ferreira Martins, Nathália Félix de Oliveira, Patrícia Fabiane Amaral da Cunha Lacerda e Luís Felipe de Moraes Silva (todos da UFJF), considerando tal verbo como “modal”, mapeiam suas funções, conforme pressupõem já no título: “A multifuncionalidade do verbo modal ‘poder’: usos identificados e evidências sobre sua atuação em contextos de pedidos e permissão”. Encerramos esta sessão com o artigo “Entre Pêcheux e Jakobson: algumas considerações sobre o papel da significação saussuriana nas ciências da linguagem”, de Denise Machado Pinto (UFMS), que desvela textos de Pêcheux e Jakobson partindo do pensamento saussuriano acerca da significação da linguagem.

Na sessão seguinte, dedicada a artigos de Iniciação Científica, apresentamos dois textos. O primeiro, intitulado “Quando João Cabral de Melo Neto nos chama para dançar”, de Bárbara Campos Silva (UnB), sob orientação do Prof. Dr. Alexandre Pilati, analisa os poemas “A bailarina” e “Estudos para uma bailadora andaluza”, de João Cabral de Melo Neto, provocando relações entre a dança e a literatura. O segundo – “Contextualização de práticas de ensino como ações alternativas e questionadoras no processo de aquisição de língua inglesa sob a óptica da linguística aplicada” – é da autoria de Maria José Rocha Fernandes da Silva (AFARP-UNIESP), sob a orientação da Profa. Ms. Flávia Danielle Sordi Miranda, e propõe pensar o ensino de língua inglesa por meio de práticas contextuais/contextualizadoras, desmistificando a aprendizagem de língua estrangeira pautada apenas pelas estruturas linguísticas normativas.

Agradecemos a contribuição de todos os autores, que nos ofertaram com textos resultantes de maturidade investigativa, e o conselho editorial, que mais uma vez se dedicou com excelência no processo de avaliação dos artigos. Findamos aqui o nosso trabalho mediante o oitavo volume, e inicia o dos leitores, a quem possibilitamos, a partir de agora, viagem por muitas travessias.

Os editores,
Prof. Dr. Alexandre de Melo Andrade
Profa. Dra. Valéria da Fonseca Castrequini

(Editores)

 


AUTOR CONVIDADO

ENTREVISTA COM CLERI APARECIDA BIOTTO BUCIOLI

- Cristiane Rodrigues de SOUZA

 


Literatura brasileira na internet

Brazilian literatura online

- Jaime GINZBURG

 

RESUMO: Este artigo propõe uma reflexão sobre websites ligados a temas de interesse para estudantes de literatura brasileira, tanto no ensino médio como nas universidades. Estes alunos procuram a internet em busca de informações para suas atividades escolares e universitárias. Nossa hipótese consiste em que websites sugeridos por motores de busca como Google, Yahoo e Bing apresentam problemas de qualidade. Websites considerados relevantes, de acordo com esses motores, podem apresentar textos inadequados do ponto de vista educacional. Como exemplo, observamos alguns websites, chamando a atenção para modos como as obras de Álvares de Azevedo e Clarice Lispector são abordadas na internet; além disso, examinamos sites sobre foco narrativo. Como resultado, argumentamos que alguns websites representam um dano à formação de leitores e são capazes de desrespeitar o trabalho dos escritores.

PALAVRAS-CHAVE: Internet. busca. literatura brasileira. ensino. Clarice Lispector.


Uma análise das imagens de devir na obra de Viviane Mosé

An analysis of becoming images in the work of Viviane Mosé

- Lorena Lima KALID

 

RESUMO: O artigo realiza reflexões sobre os principais elementos filosóficos que emergem na obra de Viviane Mosé, sobretudo por meio das imagens de devir presentes em sua poesia, em cotejo com seu discurso teórico. As bases teóricas para o diálogo proposto serão: o projeto de afirmação da vida em devir, elaborado por Friedrich Nietzsche e retomado por Mosé, bem como as concepções de linguagem presentes nas obras dos dois autores.

PALAVRAS-CHAVE: Viviane Mosé. Afirmação da vida em devir. Nietzsche. Linguagem poética.


O espaço regional na literatura brasileira: um problema de fronteiras

The regional space in Brazilian literatura: a matter of borders

- André Tessaro PELINSER

 

RESUMO: Este trabalho examina a presença do espaço regional na história da literatura brasileira como um problema de fronteiras. Da usual concepção dos limites geopolíticos que dividem territórios físicos à complexa dimensão simbólica envolvida no ato de impor limites, o trânsito entre regiões geográficas e literárias no Brasil encetou percepções que apontam não só para fronteiras entre domínios nacional e estrangeiro, como também entre realidade e ficção. Esta reflexão parte de algumas considerações sobre a capacidade da literatura de fomentar percepções de mundo e analisa brevemente a postura da crítica face ao elemento regional no texto literário. Em seguida, a partir das soluções encontradas por alguns escritores para a representação dos espaços regionais e com base em discussões teóricas sobre a noção de região, busca-se demonstrar como a literatura pode ter conformado a apreciação dos espaços regionais no Brasil.

PALAVRAS-CHAVE: espaço. região. regionalismo. fronteira. história da literatura.


Uma análise comparativa entre Teoria do medalhão e O homem que sabia javanês

A comparative analysis between Teoria do medalhão and O homem que sabia javanês

- Verônica Francieli SEIDEL

 

RESUMO: Este texto tem como objetivo apresentar uma análise comparativa entre os contos Teoria do medalhão, de Machado de Assis, e O homem que sabia javanês, de Lima Barreto. Pode-se dizer que a "teoria” exposta na Teoria do medalhão é demonstrada em Lima Barreto através do O homem que sabia javanês: um conto ensina como fazer; o outro torna evidente, na prática, o funcionamento de tal teoria. Tanto Machado quanto Lima, cada um em seu tempo, apresentam discursos irônicos, criticando os oportunistas da palavra. Cada autor, no seu estilo e no seu momento histórico, capta, interpreta, cristaliza e nos apresenta um malandro.

PALAVRAS-CHAVE: literatura brasileira. linguagem. retórica.


O globo da morte de tudo: transitoriedade, excesso, ruína

Death Globe of all things: transitory, excess, ruin

- Raisa Damascena RAFAEL

 

RESUMO: O presente artigo tem como objeto a obra de Nuno Ramos e Eduardo Climachauska intitulada “O globo da morte de tudo”, buscando aferir nessa obra e, extensivamente, na produção de Nuno Ramos, as implicações daquilo que Julia Studart propõe como “forma fraca”, ou seja, uma performance com o instável, a fragilidade, o espaço entre. Explora-se, nessa busca, a ideia de série, com a coleção de objetos afetivos coletados para a exposição/destruição, formando o que chamamos de barbárie criativa, atribuindo à arte uma noção cara de inutensílio, que abre caminhos para fora das relações meramente mercantis e objetificantes do humano. Auxilia nessa reflexão a discussão em torno das ruínas, que convocam uma memória social crítica do progresso.

PALAVRAS-CHAVE: arte. utilidade. ruína.


As figuras estéticas kierkegaardianas: um estudo comparativo entre Hoffmann e Guimarães Rosa

The kierkegaardians aesthetic figures: a comparative study between Hoffmann and Guimarães Rosa

- Jacob dos Santos BIZIAK

 

RESUMO: Este artigo procura, por meio da interpretação de parte da obra de Kierkegaard, estabelecer um estudo comparativo entre a obra de dois autores: E.T.A. Hoffmann e Guimarães Rosa. Partindo da concepção das figuras estéticas kierkegaardianas, pretende-se uma análise do percurso das personagens centrais de cada texto.

PALAVRAS-CHAVE: Kierkegaard. figuras estéticas. Hoffman. Guimarães Rosa.


Abusos da memória em K. - Relato de uma busca

Abuses of memory in K. - Relato de uma busca

- Rosalia Rita Evaldt PIROLLI

 

RESUMO: Cinquenta anos após o Golpe Militar, esse período anti-democrático de nossa história nacional ainda apresenta numerosas lacunas, sobretudo em relação ao destino dos desaparecidos políticos. As marcas herdadas desse período são ainda profundas e incômodas e é desse material que Bernardo Kucinski se vale para escrever K. - Relato de uma Busca (2011). Nesse artigo, iremos propor uma análise desse romance com base no quadro teórico sobre o novo romance histórico e na fenomenologia da memória de Ricoeur (2010). Dessa forma, procuraremos compreender como se articulam o plano da vida individual e o plano histórico e os abusos de memória (memória impedida, manipulada e obrigada) decorrentes dessa articulação.

PALAVRAS-CHAVE: Memória. Ficção histórica. Ditadura Militar.


O inferno da existência: o trágico de Schopenhauer em Entre quatro paredes, de Jean Paul Sartre

The hell of existence: the Schopenhauer’s tragic in Entre quatro paredes, by Jean-Paul Sartre

- Gustavo Ramos de SOUZA

 

RESUMO: Intencionamos analisar Entre quatro paredes, de Jean-Paul Sartre, não para identificar as ideias existencialistas de seu autor, mas sim observar de que maneira é possível compreender a peça como uma tragédia. Para tanto, este ensaio será dividido em dois diferentes momentos, porém complementares. Primeiramente, buscamos formular uma síntese do trágico no pensamento de Schopenhauer, sobretudo, no que diz respeito à distinção que ele faz entre as três modalidades de tragédia; em seguida, analisamos a peça Entre quatro paredes, segundo os pressupostos schopenhauerianos acerca do trágico. Em outras palavras, objetivamos estabelecer um diálogo entre filósofos tão díspares, buscando uni-los num mesmo ponto de convergência: a literatura.

PALAVRAS-CHAVE: Arthur Schopenhauer. trágico. Entre quatro paredes.


A Cidade nos contos "Um encontro" e "Um caso doloroso", de James Joyce

The city in the short stories An encounter and A painful case, by James Joyce

- Gabrielle Cristine MENDES

 

RESUMO: Este trabalho tem por objetivo analisar de que maneira a cidade de Dublin é representada nos contos Um encontro e Um caso doloroso, do livro Dublinenses (2013 [1914]), de James Joyce. Os contos foram selecionados por representarem dois movimentos e compreensões distintas do mesmo espaço urbano: enquanto no primeiro a cidade representa a liberdade, no segundo ela é vista de maneira negativa. Para tal análise, serão utilizados autores como Mikhail Bakhtin (1988) verificando a questão do discurso em relação com o sujeito e o espaço urbano e Salvatore D’Onofrio (2007) para versar a respeito do construto literário.

PALAVRAS-CHAVE: Cidade. James Joyce. Monologia. Dialogia.


A recepção da primeira edição de Ariel em artigos acadêmicos

The reception of Ariel’s first edition in academic articles

- Jenifer Evelyn Saska

 

RESUMO: Publicado postumamente em 1965, o último livro de poemas de Sylvia Plath, Ariel, figura até hoje como uma das obras mais viscerais da poesia moderna confessional. Considerando a relevância da obra e visando compreender melhor a sua recepção, investigamos três artigos acadêmicos sobre o volume, publicados em língua inglesa nos anos de 1966, 1972 e 1976. Nesse sentido, para embasar a nossa discussão, utilizamos as fundamentações da Estética da Recepção, teoria formulada por H. R. Jauss em sua História da literatura como provocação à teoria literária (1967). As articulações teóricas da Estética da Recepção modificaram bastante as discussões das teorias vigentes da década de 1960, pois sugerem a prática da análise do posicionamento dos leitores em relação ao texto. Sendo assim, nosso objetivo é pontuar eventuais convergências no que tange o viés interpretativo dos pesquisadores em relação aos poemas, uma vez que Ariel ficou conhecido principalmente pela abordagem da temática da morte.

PALAVRAS-CHAVE: Sylvia Plath. Ariel. Estética da recepção. morte. poesia confessional.


A relação entre o mito e o maravilhoso em "Centauro", de José Saramago

The relationship between myth and the marvelous in "Centauro", by José Saramago

- Tania Mara Antonietti LOPES

 

RESUMO: A partir da experiência adquirida com a ficção de José Saramago, constatamos a ausência de pesquisas mais consistentes em relação ao período formativo do autor, que muito contribui para que se compreenda o desenvolvimento dos temas relacionados com o insólito ficcional presentes nos romances do autor português. Nossa proposta para este artigo tem como meta inicial oferecer a análise do conto “Centauro”, presente em Objecto quase (1978), evidenciando que a estruturação dos elementos representativos do insólito – no presente caso, o mito e o maravilhoso –, fundada no imaginário como aparência de realidade, a reconduz a um mundo alternativo a partir da efabulação pautada na oralidade. A constatação de tais elementos, já nas origens da ficção saramaguiana, confirma uma prefiguração dos gêneros que se manifestarão sob novas abordagens em sua produção posterior.

PALAVRAS-CHAVE: Centauro. José Saramago. Maravilhoso. Mito. Imaginário.


O lirismo crítico e a pós-poesia: diferentes propostas estéticas para a poesia contemporânea

The critical lyricism and the postpoetry: different aesthetic proposals for contemporary poetry

- Érica Milaneze

 

RESUMO: No diversificado contexto da poesia francesa contemporânea, o lirismo crítico e a pós-poesia representam dois diferentes projetos estéticos, apoiados de modo particular nos trabalhos teóricos e nas obras poéticas, respectivamente, de Jean-Michel Maulpoix e Jean-Marie Gleize. Desta forma, pretendemos discutir os aspectos teóricos que definem o lirismo crítico e a pós-poesia, delineando seus mecanismos de construção, a fim de situá-los como diferentes encaminhamentos para a poesia que se constitui no extremo contemporâneo.

PALAVRAS-CHAVE: poesia contemporânea. literatura francesa. lirismo crítico. pós-poesia. literatura contemporânea. Jean-Marie Gleize. Jean-Michel Maulpoix.


Cultura participativa e práticas de produsagem na escrita de fanfictions em websites de compartilhamento on line

Participatory culture and produsage practices in the writing of fanficitons on online sharing websites

- Larissa Giacometti PARIS

 

RESUMO: O presente artigo visa evidenciar o modo como os websites de publicação e compartilhamento online de fanfictions proporcionam um ambiente de produsagem teorizado por Bruns (2006) e de cultura participativa descrita por Jenkins (2006, 2009). Para tal, uma sinopse de uma fanfictions publicada em um website, notas de sua autora, bem como comentários de feedback proporcionados pelos seus leitores são utilizados como exemplos para elucidar os traços enumerados acima. Por meio da análise de alguns dados, torna-se claro que a escrita do gênero fanfictions ilustra uma prática de produsagem, na medida em que um indivíduo baseia-se em um conteúdo já existente, do qual é fã, para criar uma nova narrativa. Consequentemente, tal gênero também evidencia a cultura participativa, considerando que seus participantes não se contentam em apenas serem consumidores passivos dos conteúdos midiáticos. Não basta para os fãs leitores, desse modo, apenas contemplarem a obra que os fascina, sendo necessário interagir com e participar do universo ficcional que apreciam.

PALAVRAS-CHAVE: escrita. fanfictions. cultura participativa. produsagem.


Alunos do 2o ano do ensino fundamental e a leitura inferencial

Second year students of elementary education and rreading inferential

- Dione Márcia Alves de MORAES

 

RESUMO: Este escrito procura analisar o trabalho desenvolvido com alunos do 2º ano do Ensino Fundamental da Escola de Aplicação da UFPA. Baseia-se em estudiosos como Menegassi e Ângelo (2005) Menegassi (1995); Belintane (2013), entre outros e realiza uma pesquisa qualitativo-interpretativa, que se delineia como uma pesquisa-ação. Objetiva discutir como a relação entre o texto verbal e não verbal pode ajudar no trabalho com a leitura inferencial de alunos considerados “leitores”, mas que ainda apresentam problemas significativos nessa habilidade. Dessa forma, a partir de um trabalho (com textos que possuem imagens) voltado de forma mais efetiva para esses alunos, esperamos promover avanços na sua fluência e compreensão leitora.

PALAVRAS-CHAVE: Ensino Fundamental. Leitura. Fluência e Compreensão.


Empréstimos do espanhol na língua portuguesa - análise de indicações diaintegrativas no Aurélio (2010)

Borrowings from spanish into portuguese language - analysis of diaintegrative indications in Aurélio dictionary (2010)

- Andrea Esther ANOCIBAR

 

RESUMO: O trabalho analisa as indicações de adoção léxica identificadoras da origem estrangeira das palavras, ou indicações diaintegrativas, em empréstimos provenientes da língua espanhola no Aurélio (2010). Os primeiros resultados revelaram indicações de adoção léxica heterogêneas e inconsistentes sobre a língua de origem dos empréstimos, o Espanhol. O objetivo é evidenciar que as incoerências e a consequente imprecisão das indicações é resultado da ausência de critérios para seu registro no dicionário.

PALAVRAS-CHAVE: lexicologia. lexicografia. indicação diaintegrativa. língua espanhola.


A multifuncionalidade do verbo modal "poder": usos identificados e evidências sobre sua atuação em contextos de pedidos e permissão

The multifunctionality of the modal verb "poder": identified uses and evidences about its performance in contexts of request and permissions

- Lauriê Ferreira MARTINS
- Nathália Félix de OLIVEIRA
- Patrícia Fabiane Amaral da Cunha LACEERDA
- Luís Felipe de Moraes SILVA

 

RESUMO: Este trabalho tem por objetivo a investigação do verbo modal poder, a partir de uma abordagem sincrônica, de maneira a descrever seus usos e a demonstrar como o modal teria passado por um processo gradiente de expansão semântico-pragmática. Para tanto, mediante os postulados da perspectiva da (inter)subjetivização (TRAUGOTT, 1995, 2010; TRAUGOTT; DASHER, 2005; CUYCKENS; DAVIDSE; VANDELANOTTE, 2010), realizamos uma análise qualitativa da palavra poder em três diferentes corpora da modalidade oral do português brasileiro. Neste trabalho, assumimos que poder é um verbo modal, que pode realizar-se nas seguintes modalidades: deôntica, epistêmica e habilitativa. A partir da identificação da multifuncionalidade do termo poder, observamos, pontualmente, os usos desse modal como pedido e permissão, defendendo que estes estariam, frequentemente, associados a uma ordem atenuada. As permissões são, dessa maneira, regulamentações – que têm como origem o fato de que algo não é obrigatório – proferidas por sujeitos que detêm o poder e podem revelar normas a serem cumpridas. Por sua vez, os pedidos são solicitações realizadas por falantes que desejam algo do outro.

PALAVRAS-CHAVE: Multifuncionalidade. (Inter)subjetivização. Verbo modal poder. Pedido e permissão.


Entre Pêcheux e Jakobson: algumas considerações sobre o papel da significação saussiriana nas ciências da linguagem

Between Pêcheux and Jakobson: some considerations about saussurian signification role in language science

- Denise Machado PINTO

 

RESUMO: Neste trabalho, pretendemos apresentar um breve panorama acerca da noção de valor saussuriano, para assim, tomá-lo como ponto de partida ao pensar o papel da significação da linguagem tanto em Pêcheux como em Jakobson. Consideramos, portanto, que tanto para Pechêux desenvolver a Análise de Discurso francesa, como Jakobson, a semiótica russa jakobiana ou ainda a Linguística da Comunicação, foi importante, não apenas a abertura na noção de valor saussuriano, mas também os constantes diálogos como questões outras as quais foram constitutivas das respectivas teorias: questões relativas à semiótica nos estudos desenvolvidos por Jakobson e questões ideológicas nos estudos de Pêcheux. Dessa forma, nossas reflexões objetivam apresentar alguns pontos que levam tais teóricos a fundarem gestos próprios ao pensarem acerca da exterioridade constitutiva da linguagem, para desta forma contribuírem para o desenvolvimento da ciência linguística.

PALAVRAS-CHAVE: Pêcheux. Jakobson. valor linguístico. significação. linguagem.


INICIAÇÃO CIENTÍFICA

Quando João Cabral de Melo Neto nos chama para dançar

When João Cabral de Melo Neto ask us to dance

- Bárbara Campos SILVA

 

RESUMO: Este trabalho apresenta uma análise crítica dos poemas “A bailarina” e “Estudos para uma bailadora andaluza”, de João Cabral de Melo Neto, com o intuito de discutir a importância da representação da dança em sua lírica, ressaltar a construção imagética nos poemas do autor e entender como é estabelecida essa conexão entre a literatura e a dança.

PALAVRAS-CHAVE: Oswaldo de Camargo. Literatura Brasileira. João Cabral de Melo Neto. Dança. Lírica.


Contextualização de práticas de ensino como ações alternativas e questionadoras no processo de aquisição de língua inglesa sob a óptica da linguística aplicada

Contextualized teaching practices as alternative and questioning actions in the process of the english language acquisition from the perspective of applied linguistic

- Maria José Rocha Fernandes da SILVA

 

RESUMO: Pretende-se, neste artigo, discutir a importância do desenvolvimento de práticas de ensino contextualizadas no processo de ensino-aprendizagem de Língua Inglesa para adolescentes, como condição para um letramento significativo. Para tanto, realizou-se uma pesquisa de ordem qualitativa numa escola comercial de ensino de idiomas em uma turma com estudantes entre onze e doze anos. Sendo assim, constituiuse como corpus, para o presente artigo, diários reflexivos produzidos em campo e o material didático utilizado em sala que foram analisados sob a fundamentação teórica da Linguística Aplicada. O resultado das análises apontou para a relevância de práticas de ensino contextualizadas, pois, a comunicação não se limita somente a componentes estruturais da língua, mas se completa quando estes estão, devidamente articulados com outros elementos e aspectos que compõem o contexto social.

PALAVRAS-CHAVE: Oswaldo de Camargo. Prática de ensino contextualizada. Ensino-Aprendizagem de Língua Inglesa. Letramento.